Medium and large mammals of Caparaó National Park, southeastern Brazil

, , , ,

Brazil is considered one of the countries with the highest diversity of mammals in the world. However, there are still many gaps in the knowledge of the ecology of mammalian species and because they are threatened by anthropic activities, it becomes increasingly necessary to gather information that contributes to their conservation. We characterized the medium and large-sized mammals in the Caparaó National Park (CNP), by analyzing species richness and frequency of records (hereafter abundance) in the two main vegetation types (i.e., Ombrophilous Forest and High Elevation Grasslands) found in the park. We carried out active searches and installed camera traps associated with sand-plots in 30 sampling sites. We performed rarefaction curves to verify that the sampling effort was sufficient to characterize species richness of the CNP, and we ordered the data obtained for species composition and abundance using a Non-Metric Multidimensional Scaling and assessed the relationship between the season (dry and rainy seasons) and vegetation types on mammalian species richness with a two-way analysis of variance. We recorded 34 native species of medium and large mammals and one exotic species (Canis lupus familiaris). Species composition and abundance differed between vegetation types. The Ombrophilous Forest presented higher species richness than the High Elevation Grasslands, which demonstrates that the medium and large mammalian community may be influenced by the environmental complexity. The CNP holds a rich community of medium and large mammals, with many endemic and endangered species of the Atlantic Forest.


Mamíferos de médio e grande porte no Parque Nacional do Caparaó: composição, riqueza e abundância. O Brasil é considerado um dos países com maior diversidade de mamíferos do mundo. No entanto, ainda existem muitas lacunas no conhecimento da ecologia das espécies de mamíferos e, por estarem ameaçadas por atividades antrópicas, torna-se cada vez mais necessário reunir informações que contribuam para sua conservação. O objetivo desse estudo foi caracterizar a comunidade de mamíferos de médio e grande porte do Parque Nacional do Caparaó (PNC) analisando riqueza e abundância em duas principais fitofisionomias (i.e., Floresta Ombrófila e Campos de Altitude). Nossa hipótese foi de que a heterogeneidade ambiental exerce influência na comunidade de mamíferos. Instalamos 30 armadilhas fotográficas associadas a parcelas de areia nas duas principais fitofisionomias. Produzimos uma curva de rarefação para verificar se o esforço amostral foi suficiente para caracterizar a comunidade. Os dados obtidos de composição e abundância foram ordenados pelo Escalonamento Multidimensional Não Métrico (NMDS) e avaliamos a relação entre a estação (estações seca e chuvosa) e tipos de vegetação na riqueza de espécies de mamíferos com uma análise de variância bidirecional (ANOVA de duas vias). Registramos 34 espécies de mamíferos de médio e grande porte nativos e uma espécie exótica (Canis lupus familiaris). A composição e abundância das espécies diferiram entre as fitofisionomias. A floresta ombrófila apresentou maior riqueza de espécies em relação aos Campos de Altitude, o que demonstra que a comunidade de mamíferos de médio e grande porte pode ser influenciada pela complexidade ambiental. Com este estudo, foi possível demonstrar que no PNC ocorre uma rica comunidade de mamíferos de médio e grande porte, além de ser abrigo de diversas espécies endêmicas e/ou ameaçadas de extinção da Mata Atlântica.