Bats from Alagoas state, northeastern Brazil: updated checklist based on literature, collections, and acoustic records

, , , , , , , , , ,

The state of Alagoas in northeastern Brazil includes areas of the Caatinga and Atlantic Forest biomes. Research on the bat fauna of Alagoas is still incipient compared to the neighboring states of Rio Grande do Norte, Paraíba, and Pernambuco, and the diversity and ecology of the state’s bats are still practically unknown. In the present study, we compiled a current list of bat species of the Alagoas state, collecting localities, and compared the bat species richness with that recorded in other regions to increase the available knowledge on the fauna of the state. For this purpose, we made a comprehensive compilation of previous studies and reviewed the material (e.g., skins, skulls, and humid specimens) deposited in the scientific collections of federal universities and museums. We conducted acoustic sampling in the municipalities of Piranhas, Olho d’Água do Casado, Arapiraca, and Japaratinga. We have recorded a total of 66 species belonging to 40 genera and eight families in Alagoas. Twelve species were recorded for the first time in the state, eight of which were confirmed from scientific collections and four by acoustic sampling. This represents an increase of 13 species for the Caatinga of Alagoas compared to published data. The records are distributed in 60 localities, most of which are in the Atlantic Forest region, in 31 of the 102 municipalities of the state. The most diverse family is Phyllostomidae (38 species), followed by Molossidae (10 species), Vespertilionidae (6 species), Emballonuridae (6 species), Mormoopidae (2 species), Noctilionidae (2 species), Natalidae (1 species), and Thyropteridae (1 species). Although not confirmed in this study, records of Furipteridae from neighboring regions suggest that this family may also occur in natural cavities of karstic zones of Alagoas. This state represents only 0.32% of the territorial area of Brazil, but hosts 36.26% of the bat species recognized in the country. The increase in the known species richness of Chiroptera in Alagoas presented here highlights the importance of analyzing scientific collections and the use of acoustic methods to obtain the most comprehensive inventory of the bat fauna of a given area. Based on these results, we recommend potential lines of research to ensure a more comprehensive sampling of chiropteran fauna of the Brazilian state of Alagoas, particularly, in the Caatinga biome.


Morcegos do estado de Alagoas, Nordeste do Brasil: lista atualizada baseada em literatura, coleções e registros bioacústicos. O estado de Alagoas no Nordeste do Brasil inclui áreas dos biomas Caatinga e Mata Atlântica. Pesquisas sobre a fauna de morcegos de Alagoas são ainda incipientes comaparadas aos estados vizinhos do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco, e a diversidade e ecologia dos morcegos do estado são ainda praticamente desconhecidas. No presente estudo, compilamos a lista atual das espécies de morcegos do estado de Alagoas, localidades de coleta, e comparamos a riqueza de espécies com aquelas registradas em outras regiões para aumentar o conhecimento disponível sobre a fauna do estado. Para este efeito, fizemos uma compilação abrangente de estudos anteriores e revimos o material (e.g., peles, crânios e espécimes úmidos) depositado nas coleções científicas de universidades federais e museus. Realizamos amostragens acústicas nos municípios de Piranhas, Olho d’Água do Casado, Arapiraca e Japaratinga. Registramos um total de 66 espécies pertencentes a 40 gêneros e oito famílias em Alagoas. Doze espécies foram registradas pela primeira vez no estado, oito das quais foram confirmadas a partir de coleções científicas e quatro por amostragens acústicas. Isso representa um aumento de treze espécies para a Caatinga no estado de Alagoas, em comparação com os dados publicados. Os registros estão distribuídos em 60 localidades, a maioria das quais na região da Mata Atlântica, em 31 dos 102 municípios do estado. A família mais diversa é Phyllostomidae (38 species), seguida por Molossidae (10 species), Vespertilionidae (6 species), Emballonuridae (6 species), Mormoopidae (2 species), Noctilionidae (2 species), Natalidae (1 species), e Thyropteridae (1 species). Embora não confirmado neste estudo, registros de Furipteridae em regiões vizinhas sugerem que essa família deve também ocorrer em cavidades naturais de zonas cársticas de Alagoas. O estado representa apenas 0,32% da área territorial do Brazil, mas abriga 36,26% das espécies de morcegos reconhecidas no país. O aumento da riqueza de espécies conhecidas de Chiroptera em Alagoas aqui apresentado destaca a importância de análisar coleções científicas e utilização de métodos acústicos para obter o inventário mais completo da fauna de morcegos de uma determinada área. Com base nestes resultados, recomendamos potenciais linhas de investigação para assegurar uma amostragem mais abrangente da fauna de morcegos do estado brasileiro de Alagoas, particularmente, no bioma Caatinga.