Pequenos mamíferos em egagropilos de Tyto furcata em uma área de Floresta Ombrófila Mista no sul do Brasil

, ,

A análise de egagropilos de aves de rapina, em particular de Tyto furcata, constitui uma importante técnica de amostragem de pequenos mamíferos, mas é ainda pouco explorada no Brasil. Neste trabalho realizamos o levantamento dos pequenos mamíferos presentes nos egagropilos de T. furcata coletados em uma área de Floresta Ombrófila Mista no estado de Santa Catarina, sul do Brasil. Foram registrados 364 indivíduos de 14 táxons das famílias Didelphidae, Cricetidae, Muridae e Caviidae. Oligoryzomys sp. foi o táxon mais frequente, correspondendo a 53.30% do total de indivíduos, seguido por Mus musculus (22.80%) e Calomys tener (14.84%), o que indica o predomínio de roedores de ambientes abertos e alterados. Espécies pouco amostradas com técnicas convencionais de captura, como Calomys tener, e espécies de hábitos florestais, como Sooretamys angouya e Thaptomys nigrita, também estiveram representadas na amostra. Os resultados obtidos corroboram a utilidade do método para o conhecimento dos pequenos mamíferos neotropicais.


Small mammals in pellets of Tyto furcata from a Mixed Ombrophilous Forest area in Southern Brazil. The analysis of raptor pellets, in particular Tyto furcata, is an important sampling technique for small mammals, but it is still little exploited in Brazil. In this work we carried out a survey of the small mammals present in pellets of T. furcata collected in an area of Mixed Ombrophilous Forest in the state of Santa Catarina, southern Brazil. A total of 364 individuals from 14 taxa of the families Didelphidae, Cricetidae, Muridae and Caviidae were registered. Oligoryzomys sp. was the most frequent taxon, corresponding to 53.30% of the total of individuals, followed by Mus musculus (22.80%) and Calomys tener (14.84%), which indicates the predominance of rodents of open and disturbed environments. Species poorly sampled with standard capture techniques, such as Calomys tener, and forest species, such as Sooretamys angouya and Thaptomys nigrita, were also represented in the sample. The obtained results corroborate the usefulness of the method for the knowledge of Neotropical small mammals.

Medium and large mammals of Caparaó National Park, southeastern Brazil

, , , ,

Brazil is considered one of the countries with the highest diversity of mammals in the world. However, there are still many gaps in the knowledge of the ecology of mammalian species and because they are threatened by anthropic activities, it becomes increasingly necessary to gather information that contributes to their conservation. We characterized the medium and large-sized mammals in the Caparaó National Park (CNP), by analyzing species richness and frequency of records (hereafter abundance) in the two main vegetation types (i.e., Ombrophilous Forest and High Elevation Grasslands) found in the park. We carried out active searches and installed camera traps associated with sand-plots in 30 sampling sites. We performed rarefaction curves to verify that the sampling effort was suffcient to characterize species richness of the CNP, and we ordered the data obtained for species composition and abundance using a Non-Metric Multidimensional Scaling, and assessed the relationship between the season (dry and rainy seasons) and vegetation types on mammalian species richness with a two-way analysis of variance. We recorded 34 native species of medium and large mammals, and one exotic species (Canis lupus familiaris). Species composition and abundance differed between vegetation types. The Ombrophilous Forest presented higher species richness than the High Elevation Grasslands, which demonstrates that the medium and large mammalian community may be influenced by the environmental complexity. The CNP holds a rich community of medium and large mammals, with many endemic and endangered species of the Atlantic Forest.


Mamíferos de médio e grande porte no Parque Nacional do Caparaó: composição, riqueza e abundância. O Brasil é considerado um dos países com maior diversidade de mamíferos do mundo. No entanto, ainda existem muitas lacunas no conhecimento da ecologia das espécies de mamíferos e, por estarem ameaçadas por atividades antrópicas, torna-se cada vez mais necessário reunir informações que contribuam para sua conservação. O objetivo desse estudo foi caracterizar a comunidade de mamíferos de médio e grande porte do Parque Nacional do Caparaó (PNC) analisando riqueza e abundância em duas principais fitofisionomias (i.e., Floresta Ombrófila e Campos de Altitude). Nossa hipótese foi de que a heterogeneidade ambiental exerce influência na comunidade de mamíferos. Instalamos 30 armadilhas fotográficas associadas a parcelas de areia nas duas principais fitofisionomias. Produzimos uma curva de rarefação para verificar se o esforço amostral foi suficiente para caracterizar a comunidade. Os dados obtidos de composição e abundância foram ordenados pelo Escalonamento Multidimensional Não Métrico (NMDS) e avaliamos a relação entre a estação (estações seca e chuvosa) e tipos de vegetação na riqueza de espécies de mamíferos com uma análise de variância bidirecional (ANOVA de duas vias). Registramos 34 espécies de mamíferos de médio e grande porte nativos e uma espécie exótica (Canis lupus familiaris). A composição e abundância das espécies diferiram entre as fitofisionomias. A Floresta Ombrófila apresentou maior riqueza de espécies em relação aos Campos de Altitude, o que demonstra que a comunidade de mamíferos de médio e grande porte pode ser influenciada pela complexidade ambiental. Com este estudo, foi possível demonstrar que no PNC ocorre uma rica comunidade de mamíferos de médio e grande porte, além de ser abrigo de diversas espécies endêmicas e/ou ameaçadas de extinção da Mata Atlântica.

Atividade reprodutiva e estrutura populacional de Myotis nigricans (Schinz, 1821) (Chiroptera: Vespertilionidae) no sul do Brasil

, , , , ,

Dentre os mamíferos, os morcegos compõem o grupo com a maior diversidade de estratégias reprodutivas. Nesse estudo, analisamos as características reprodutivas e a estrutura populacional de Myotis nigricans nos 12 meses do ano, em uma região de clima temperado no sul do Brasil. Nós desenvolvemos o estudo em um abrigo antrópico, localizado no município de Pedras Grandes, no estado de Santa Catarina. Nós capturamos os morcegos mensalmente com redes de neblina instaladas na saída do abrigo e identificamos os indivíduos capturados quanto ao sexo, condição reprodutiva e classe etária. O tamanho populacional estimado da colônia variou de 596 à 1050 indivíduos. Os nascimentos ocorreram principalmente entre os meses de setembro e janeiro, com mais de um evento de gravidez, caracterizando padrão poliéstrico sazonal e bimodal de reprodução. O período reprodutivo de M. nigricans no sul do Brasil assemelha-se ao registrado para outras regiões, todavia, não é possível descrever um padrão único ao longo da área de distribuição da espécie.


Reproductive activity and population structure of Myotis nigricans (Schinz, 1821) (Chiroptera: Vespertilionidae) in the southern Brazil. Among mammals, bats present the greatest diversity in reproductive strategies. In this study we analyzed reproductive and population characteristics of Myotis nigricans over one year in a temperate region in Brazil. We carried out the samplings in an anthropic roost, in Pedras Grandes municipality, Santa Catarina state. We captured bats monthly with mist nets installed at the roosts exits and identified the captured individuals according to sex, reproductive condition and age. There was greatest number of females than males. Population size was estimated from 569 to 1050 individuals. Births occurred mainly from September to January, with more than one pregnancy event along the year, evidencing a seasonal and bimodal polyestry pattern. The reproductive period of M. nigricans in southern Brazil is similar to the records made in other regions. Despite of it, there is no pattern along its distribution range.

Variação na dieta de Artibeus lituratus e Sturnira lilium (Chiroptera: Phyllostomidae) em três regiões fitogeográficas no sul do Brasil

, , , ,

Phyllostomidae possui a maior diversidade morfológica e ecológica dentre os morcegos neotropicais desempenhando importantes papéis em ambientes florestais, tal como a dispersão de sementes. O objetivo do presente estudo foi comparar a dieta de Artibeus lituratus e Sturnira lilium em três regiões fitogeográficas do bioma Mata Atlântica —Floresta Ombrófila Densa (FOD), Floresta Estacional Semidecidual (FES) e Formação Pioneira com Influência Marinha (FPIM)— na Região Sul do Brasil. Os morcegos foram amostrados mensalmente com redes de neblina, seguindo o protocolo padrão para análise de dieta. Analisamos os dados de composição da dieta conforme atributos de riqueza, abundância e similaridade entre as três regiões amostradas (escalonamento multidimensional não métrico – NMDS e Índice de Bray-Curtis). Para A. lituratus e S. lilium o maior número de amostras provém da FES. Em todas as três regiões fitogeográficas, Ficus e Cecropia foram os gêneros mais consumidos por A. lituratus e Solanum por S. lilium. A abundância dos itens alimentares de A. lituratus e S. lilium foi influenciada pelas regiões fitogeográficas com a presença de agrupamentos distintos entre as amostras de FES, FOD e FPIM. A diferenciação da composição das dietas de A. lituratus e S. lilium entre as três fitofisionomias analisadas corrobora a hipótese de que a estrutura da vegetação influencia a composição da dieta dos morcegos. Essa diferença pode ser detectada apenas quando os itens alimentares são identificados em nível de espécie ou morfo-espécie.


Variation of the diet of Artibeus lituratus and Sturnira lilium (Chiroptera: Phyllostomidae) in three phytogeographic regions of southern Brazil. The family Phyllostomidae has the greatest morphological and ecological diversity among Neotropical bats, playing important roles in forest environments. This study aimed to compare the diet of Artibeus lituratus and Sturnira lilium in three phytophysiognomies in the Atlantic Forest biome in Southern Brazil — Ombrophilous Dense Forest (FOD), Semideciduous Seasonal Forest (FES), and Restinga (FPIM). Bats were sampled monthly along a year using mist nets. Bat’s diet was analyzed in feces following a standardized protocol. We analyzed data on diet composition by richness, abundance and similarity among the three sampled regions (Non-metric Multidimensional Scaling and Bray-Curtis Index). Samples from FES were the most abundant for both A. lituratus and S. lilium, with Ficus and Cecropia being the most consumed genera for the first species and Solanum for the second one in all sampled sites. The abundance of feeding items varied across phytogeographic regions.

New records of Micronycteris schmidtorum Sanborn, 1935 (Phyllostomidae, Chiroptera) for northeastern Brazil

, , , , , ,

We present three new records of Micronycteris schmidtorum for the Atlantic Forest of northeastern Brazil. An adult female was collected in the Serra de Itabaiana National Park, Sergipe State; a post-lactating female was caught in the Reserva Particular do Patrimônio Natural Sitio Pau-Brasil, Coruripe, Alagoas State; and an adult female was collected in the Reserva Biológica Guaribas, Paraiba State. These records fill a gap of approximately 800 km between previously known localities of the species.


Novos registros de Micronycteris schmidtorum Sanborn, 1935 (Phyllostomidae, Chiroptera) para o Nordeste do Brasil. Apresentamos três novos registros de Micronycteris schmidtorum para a Floresta Atlântica do Nordeste do Brasil. Uma fêmea adulta foi coletada no Parque Nacional Serra de Itabaiana, Sergipe; uma fêmea pós-lactante foi capturada na Reserva Patricular do Patrimônio Natural Sítio Pau-Brasil, Coruripe, Alagoas; e uma fêmea adulta foi coletada na Reserva Biológica Guaribas, Paraíba. Nossos registros preenchem uma lacuna de aproximadamente 800 km entre os registros prévios conhecidos da espécie.

Influência da paisagem na presença e abundância do bugio ruivo Alouatta guariba clamitans em fragmentos florestais no sudeste do Brasil

, ,

Este estudo avaliou a influência de métricas da paisagem na presença e abundância de Alouatta guariba clamitans em 21 remanescentes de Mata Atlântica, em Taubaté, SP. Utilizando um levantamento extensivo, entre agosto de 2014 e julho de 2015, no qual foram percorridas trilhas, das 8:00 às 12:00 e das 13:00 às 17:00 hs, totalizando um esforço amostral de 672 horas. Para obter a presença/ausência da espécie, foram considerados registros diretos e indiretos. As métricas da paisagem foram analisadas no ArcGIS v. 9.3. Quanto às análises estatísticas, utilizou-se a regressão logística múltipla e a regressão linear múltipla, ambas realizadas no BioEstat v. 5.0. O bugio-ruivo esteve presente em 57,14% (n = 12) dos remanescentes. Foi encontrada associação positiva entre a presença deste primata e a área do fragmento (Chi² = 1,16; P = 0.00). Não foi obtida relação entre ocupação e distância média dos fragmentos do entorno (Chi² = 1.19; P = 0.31), nem entre ocupação e índice de forma (Chi² = 0.53; P = 0.37). Foi obtida associação negativa entre a área do fragmento e a abundância populacional (r² = -0.53; P = 0.03). Assim, a variável área foi a mais importante, demonstrando ser fundamental sua incorporação na elaboração de modelos preditivos da ocorrência do bugio-ruivo. Embora a hipótese da configuração metapopulacional precise ser melhor investigada, nossos resultados sugerem que a manutenção dos fragmentos pequenos e médios (4.1–35 ha) pode ser importante para a conservação da espécie na região.


Effect of the landscape on the presence and abundace of the brown howler Alouatta guariba clamitans in forest fragments of southeastern Brazil. This study evaluated the influence of landscape’s metrics on the presence and abundance of Alouatta guariba clamitans in 21 Atlantic Rainforest fragments in Taubaté, southeastern Brazil. Using broad surveys completed between August 2014 and July 2015, we walked trails in the forest from 8:00 to 12:00 and from 13:00 to 17:00 h, totalizing 672 hours of observation. Both direct and indirect records were considered to confirm the presence of the species. Landscape metrics were analysed in ArcGIS v. 9.3. Multiple logistic regression and multiple linear regression analyses were performed in BioEstat v. 5.0. The brown howler monkey was present in 57.14% (n = 12) of the fragments. A positive association between the presence of this primate and the area of the fragment was detected (χ² = 1.16, P = 0.00). Occupation was not associated to the average distance from the surrounding fragments (χ² = 1.19, P = 0.31) or to the shape index of the fragment (χ² = 0.53, P = 0.37). A negative association was observed between fragment area and howler population abundance (r² = -0.64, P = 0.02). Therefore, area was the most important explanatory variable and should be incorporated in the elaboration of predictive models of brown howler monkey occurrence. Although hypothesis of metapopulation configuration needs to be better investigated, our results suggest that the maintenance of small and medium fragments (4.1–35 ha) may be important for the conservation of the species in this region.

Riqueza de pequenos mamíferos não voadores em florestas de restinga do sul do Brasil

, , , , ,

Este estudo objetivou a caracterização da assembleia de pequenos mamíferos não voadores em termos de riqueza, abundância e sazonalidade na restinga do Parque Estadual Acaraí, localizado no nordeste de Santa Catarina. O sucesso total de captura foi de 2.78%, sendo 5.93% no inverno e 0.64% no verão. A espécie mais abundante e amplamente distribuída foi o roedor Akodon montensis (n = 71), com 56.35% dos indivíduos, seguido do roedor Nectomys squamipes (n = 42), com 33.33%, e do marsupial Marmosa paraguayana (n = 6), com 4.76%. O parque apresentou uma reduzida riqueza de espécies, ao ser comparado com outras áreas de restinga próximas.


Diversity of non-volant small mammals in Atlantic Coast restingas in the northeast of Santa Catarina, Brazil. This study aimed to characterize the community of non-volant small mammals in terms of richness, abundance, and seasonality in the restinga in the Parque Estadual Acaraí, state of Santa Catarina. The overall success of catch was 2.78% (5.93% in the winter and 0.64% in the summer). The most abundant and widely distributed species was Akodon montensis (n = 71), with 56.35% of the individuals, followed by Nectomys squamipes (n = 24), with 24.75%, and the marsupial Marmosa paraguayana (n = 6), with 4.76%. The park had reduced species richness compared with other nearby areas of restinga.

First record of Myotis izecksohni (Chiroptera, Vespertilionidae) for the Atlantic Forest of Minas Gerais, Southeastern Brazil

, , , , , ,

Myotis izecksohni Moratelli et al., 2011 was recently described from the Myotis nigricans (Schinz, 1821) complex, based on samples from four localities above 700 m in the Brazilian Atlantic Forest of south (Paraná) and southeastern (Rio de Janeiro) Brazil. The species is currently known only from these localities and little is known about its distributional limits, ecology and natural history. Here, we present 3 new occurrence records from Minas Gerais, southeastern Brazil. Specimens reported here fit the qualitative and quantitative traits reported in the original description of M. izecksohni.


Primeiro registro de Myotis izecksohni (Chiroptera, Vespertilionidae) para a Mata Atlântica de Minas Gerais, sudeste do Brasil. Myotis izecksohni Moratelli et al., 2011 foi recentemente descrita a partir da revisão do complexo Myotis nigricans (Schinz, 1821), com base em amostras de quatro localidades acima de 700 m de altitude na Mata Atlântica do Sul (Paraná) e sudeste (Rio de Janeiro) do Brasil. A espécie está atualmente registrada apenas nessas localidades e sua ecologia, história natural e limites de distribuição são pouco conhecidos. Aqui, são apresentados 3 novos registros de ocorrência para o estado de Minas Gerais, sudeste do Brasil. Os caracteres qualitativos e quantitativos dos espécimes aqui examinados enquadram-se naqueles da descrição original de M. izecksohni.

Assembleia de morcegos em remanescente de Floresta Ombrófila Mista no planalto de Guarapuava, Paraná, Brasil

,

A Mata Atlântica é um dos ecossistemas mais ameaçados e ricos do mundo, contando com cerca de 113 espécies de morcegos. O objetivo do presente estudo foi caracterizar a assembléia de morcegos de um remanescente de Floresta Ombrófila Mista a 1100 metros de altitude, no planalto de Guarapuava, estado do Paraná, Brasil. Os morcegos foram capturados com dez redes de neblina instaladas acima do solo em 24 noites de amostragem durante 12 meses. Um total de 160 capturas de 144 indivíduos foi realizado, sendo estes distribuídos em dez espécies, com a família Vespertilionidae sendo a mais representativa. A riqueza estimada (Chao2) foi de 12.75 ± 4.14 espécies. Sturnira lilium e Molossus molossus foram as espécies mais abundantes, com 36 capturas cada. Os morcegos insetívoros dominaram a assembléia tanto em número de espécies quanto em número de indivíduos capturados. Sugerimos que essa assembléia possa ser caracterizada como uma fauna tipicamente subtropical de altitude e pode ser relacionada aos ambientes de Floresta Ombrófila Mista, em especial acima dos 1000 metros de altitude.


Bat assemblage in a remnant of Araucaria Pine Forest at Guarapuava Highlands, Paraná State, Brazil. The Atlantic Forest is one of the most rich and threatened ecosystems in the world, and has about 113 bat species. The aim of this study was to characterize the bat assemblage in a remnant of Araucaria Pine Forest at 1100 meters of altitude, at Guarapuava Highlands, Paraná State, Brazil. Bats were caught with ten mist nets installed above ground in 24 night sampling distributed in 12 months. A total of 160 catches of 144 individuals was performed, these being allotted to ten species, the Vespertilionidae family being the most represented. The estimated richness (Chao2) was 12.75 ± 4.14 species. Sturnira lilium and Molossus molossus were the most abundant species with 36 catches to each. The insectivore bats dominate the assemblage both in number of species and number of individuals captured. We suggest that this assemblage can be characterized as a typical subtropical highland fauna and be related to environments of Araucaria Pine Forest, especially above 1000 meters of altitude.

Assemblage of chiropterans in a remnant of Semideciduous Seasonal Forest in southern Brazil and latitudinal patterns of species diversity in the Atlantic Forest

, , , ,

Observed and expected richness, capture success, diversity, dominance, evenness and the effect of latitude on the above variables at the regional level were evaluated with regard to the chiropteran fauna of a semideciduous seasonal forest remnant in the state of Rio Grande do Sul, southern Brazil. Sampling occurred between July 2008 and June 2010 using mist nets erected at ground level. So that chiropteran fauna could be described and compared to other studies in the Atlantic Rainforest throughout the 10°–30° S using multivariate regression. One hundred and sixteen specimens were captured, comprising 9 species and 3 families: Phyllostomidae, Vespertilionidae and Molossidae. Capture success was 0.0008 ind/m²h, with a diversity index (H’) of 1.623; dominance (BP) of 0.4783; evenness (J’) of 0.7385, and expected richness of 11 species. Sturnira lilium had the highest capture rate. There was a significant relationship between latitude and capture success and richness (CS: R² = 0.64, p = 0.0005; S: R² = 0.28, p = 0.0473). Distribution and abundance of bats at the regional scale was related to latitude as well as the differentiation of assemblages in the Atlantic Rainforest.


Assembleia de quirópteros de um remanescente de Floresta Estacional Semidecidual do sul do Brasil e gradientes latitudinais na diversidade de espécies. A riqueza observada e esperada, o sucesso de captura, a diversidade, a dominância e a equitabilidade (evenness), bem como a influência da latitude sobre estas variáveis em escala regional, foram avaliados, considerando-se a quiropterofauna de um remanescente de Floresta Estacional Semidecidual no estado do Rio Grande do Sul, Brasil. As amostragens transcorreram de julho de 2008 a junho de 2010 por meio de oito redes de neblina instaladas ao nível do solo. Assim, foi possível descrever a quiropterofauna e compará-la, usando-se regressão multivariada, com outros estudos realizados na Mata Atlântica ao longo de um gradiente de 10° a 30° S. Capturaram-se 116 indivíduos pertencentes a nove espécies e três famílias, Phyllostomidae, Vespertilionidae e Molossidae. O sucesso de captura foi 0.0008 ind/m²h. O índice de diversidade (H’) foi 1.623, dominância (BP), 0.4783, evenness (J’), 0.7385, e a riqueza esperada compreendeu 11 espécies. Sturnira lilium registrou o maior número de capturas. Encontrou-se relação significativa entre latitude e sucesso de captura e riqueza (SC: R² = 0.64, p = 0.0005; S: R² = 0.28, p = 0.0473). A distribuição e a abundância de morcegos, em escala regional, estão relacionadas com a latitude, assim como a diferenciação das assembleias na Mata Atlântica.